fbpx

Os 5 benefícios da residência para o seu sucesso profissional

Não há dúvida de que a residência é uma grande porta de entrada para o mercado profisisonal. Conheça aqui como isso é possível.

A estrutura curricular do curso de veterinária, sem nenhuma novidade, é um contrassenso entre uma infinidade de matérias com uma carga horária cada vez mais curta. Falar que conseguimos obter todo o conhecimento que a profissão de médico veterinário necessita, em 5 anos de graduação, não corresponde à realidade, principalmente em termos de qualidade de conhecimento que deveríamos ter ao se formar, devido à nossa imensa responsabilidade.

É notável que, com a evolução da nossa profissão, se especializar dentro das grandes áreas da veterinária, como pequenos animais, grandes animais, inspeção de alimentos, avicultura, e demais áreas, antes uma opção, se tornou uma obrigação para quem deseja alcançar o sucesso profissional.

Porém, ao sair da graduação, as perguntas que sempre nos fazemos é: será que já estou preparado para atuar no mercado de trabalho? Será que tenho vivência prática suficiente para desenvolver um trabalho de tanta responsabilidade que a minha profissão necessita? Será que conheço o meu mercado de atuação e, dentro dele, posso desenvolver um atendimento ao meu cliente adequado, com boa abordagem de negociação dos meus serviços?

Os programas de Residência e Aprimoramento Veterinários podem, com muita propriedade, agregar essas falhas que a maioria das pessoas encontram ao se graduar.

Preparamos um artigo que fala tudo sobre a Residência Veterinária. Clique aqui!

Listamos abaixo 5 motivos que acreditamos ser essenciais ao recém formado, ao passar por um programa de residência ou aprimoramento:

1 – Atendimento ao cliente e negociação dos serviços ofertados.

Dentro da grade curricular da maiorias das faculdades de medicina veterinária, essa questão é deixada um pouco de lado. Poucos são os conteúdos ofertados, e quase nada é visto na rotina prática. Afinal, qual é o personagem dentro de um atendimento clínico em um consultório por exemplo que será decisivo na contratação do seu serviço ofertado?

O tutor do paciente é, sem dúvida, com quem devemos nos relacionar da melhor maneira possível, para que as informações a serem obtidas sejam mais confiáveis, e possamos desenvolver uma evolução diagnóstica com exames complementares e podermos tratar daquele paciente. Se não nos entendermos, não será possível desenvolver o nosso serviço de atendimento, diagnóstico e tratamento ofertado ao tutor. E isso não se consegue de uma hora para outra. Esse entendimento, essa arte que é atender ao cliente, de desenvolver um perfil é construído em cima de experiência de trabalho.

Durante a passagem por um programa de residência ou aprimoramento, com a grande rotina de atendimento, o aluno irá poder desenvolver seu lado mercadológico e aprender a importância em se atender bem o seu cliente para a obtenção de seu sucesso profissional

2 – Vivência Prática

Todos sabemos da dificuldade de estagiar dentro da própria faculdade e/ou em clínicas e hospitais particulares. São poucas vagas e grande concorrência. Ora, se durante a nossa graduação não conseguirmos desenvolver uma vivência prática, como poderemos aplicar de maneira correta os conceitos aprendidos?

Nos programas de residência e aprimoramento, quase a totalidade da carga horária é de vivência prática.  Por exemplo, na área de Clínica Médica de Pequenos Animais, cada aprimorando ou residente deve ser o responsável pelo atendimento de, no mínimo, 750 (setecentos e cinquenta) casos novos por ano.

Podemos, dentro do período do programa, desenvolver habilidades que farão diferença no nosso sucesso profissional. Afinal, como iremos detectar um sopro cardíaco sem termos escutado vários e treinado nossos ouvidos para tanto? Ou realizar uma cirurgia com segurança que pede o procedimento? Ou detectar uma célula neoplásica em um corte histopatológico sem avaliar lâminas e mais lâminas no microscópio? Portanto, essa vivência é mais um ponto que a residência poderá te trazer com muita propriedade.

3 – Orientação

Visto acima que a vivência é uns dos pontos mais importantes de um programa de residência ou aprimoramento, imagine então obter essa vivência sem a condução de um professor orientador? Não faz sentido não é mesmo? Juntando esses dois pontos, é que conseguimos obter o sucesso de aprendizagem prática.

Os programas são compostos por professores orientadores, dentro da área escolhida pelo aluno, com todo o conhecimento teórico e prático capaz de conduzir o aluno na sua evolução dentro do programa. É com ele, por exemplo, que você poderá discutir um caso clínico que atendeu na rotina e compartilhar da sua experiência.

4 – Vivência acadêmica

Dúvidas e mais dúvidas são constantes durante nossa graduação. Muitas vezes não sabemos qual área vamos atuar, ou até mesmo qual especialidade daquela área escolhida. Isso é um processo normal que esclarecerá com o passar dos anos. Após a formação, uma dúvida muito comum é: vou para Residência ou para o Mestrado?

Muito particular, essa dúvida muitas vezes é sanada após alguma experiência vivida, como por exemplo, se matricular em um curso de residência e ali descobrir uma tendência à vida acadêmica, e então partir para um mestrado. É muito comum, ao final da residência já prestar a prova do mestrado e conseguir uma vaga. Com a experiência na residência, muitas vezes esse caminho se torna menos complicado, pois você já está vivendo no meio acadêmico e se relacionando com professores que possam te orientar e até mesmo desenvolver linhas de pesquisa interessantes ao mestrado.

5 – Contratação

Após todo esse processo de vivencia profissional, sem sombras de duvidas, você estará muito mais preparado para o mercado de trabalho, tanto tecnicamente, quanto mercadologicamente. Desenvolveu habilidades técnicas e construiu uma consciência de atendimento ao cliente e valorização profissional.

Agora te pergunto: Será que as empresas da sua área vão valorizar tudo isso?

É fato que hoje, grandes hospitais só contratam médicos veterinários que passaram por um programa de residência ou aprimoramento. Entendem que esse profissional está muito melhor preparado, e pode desenvolver em seus negócios um trabalho agregador e de grande qualidade.

E ai? Faz sentido fazer a Residência Veterinária? Clique aqui e conheça nosso Curso Preparatório para Prova da Residência Veterinária.

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar